Combate à violência em grandes cidades: da câmera infravermelho aos radares

Como coibir a violência?

É cada vez mais comum o uso de câmeras de segurança em residências, comércios, espaços públicos e até mesmo nas ruas para inibir ações violentas. A cidade de São Paulo também tem investido na tecnologia de câmera infravermelho, radares, câmeras que filmam movimentos de longa distância e outros equipamentos. Tudo isso para evitar ou flagrar, combater e investigar crimes no município e também na região metropolitana.

 

Câmera Infravermelho

As filmadoras com dispositivo de infravermelho permitem que tudo o que acontece nas principais áreas de São Paulo, durante o período noturno, seja gravado e transmitido em centros de controle da Polícia Militar. O uso desta câmera faz total diferença no controle da criminalidade, uma vez que os ladrões aproveitam a falta de iluminação de muitos locais para cometer ações criminosas.

De acordo com dados da Secretaria Pública do Estado de São Paulo, só no mês de março deste ano, ocorreram 30.253 roubos a (residência, bancos e também de cargas). Já a quantidade de furtos foi de 48.710 no mesmo período. As autoridades sabem que grande parte desses crimes foi cometida durante a noite. Mas com o possível aumento de instalação de câmera infravermelho, há a possibilidade de a realidade mudar.

 

Câmera de longa distância

A região do centro de São Paulo está com várias câmeras que filmam a longas distâncias. Os equipamentos captam movimentos de até 500 metros distantes, essa característica é fundamental para que as autoridades possam identificar placas de carro e até mesmo cada detalhe do rosto de uma pessoa, ainda que o veículo ou que os homens e mulheres estejam bem distantes das câmeras de segurança.

 

Sistema Detecta

Todas as imagens das câmeras da capital paulista e da região metropolitana estão integradas no chamado “Sistema Detecta” (pertencente ao governo de São Paulo) que é o maior banco de dados policiais da América Latina. Além de fotos de criminosos procurados e dados de veículos roubados, o sistema também possui as imagens captadas por câmeras da polícia militar e também da prefeitura. Graças a esses equipamentos, desde 2014, 4.902 pessoas foram presas em flagrante, além disso, foram interceptados 3.332 veículos em esquemas combinados entre as câmeras de segurança e os radares.

 

Radares

Fora os tipos de câmera infravermelho e as de longa distância, as autoridades paulistas também contam com o auxílio dos radares para combater a violência. Com o “Sistema Detecta”, os programas de computador guardam todas as informações de veículos roubados e quando esses meios de transporte passam por um radar, o computador acusa que se trata de um veículo roubado, mostra a localização exata e emite alerta ao centro da Polícia Militar e também às viaturas que estejam até 4 quilômetros de distância do veículo.

Neste exato momento as autoridades podem estar abordando e averiguando criminosos flagrados pelos radares. Também vale lembrar que esses tipos de câmeras também auxiliam na investigação de brigas, crimes e acidentes de trânsito que apresentam números alarmantes. De acordo com dados do DATASUS (Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde), cerca de 50 mil pessoas morrem todos os anos no trânsito do Brasil inteiro. Os números colocam o país no 4º lugar do ranking de países com trânsitos mais violentos.

 

Integração com câmeras particulares

Os planos do governo de São Paulo são melhorar o funcionamento do sistema, agilizar parcerias e também adicionar as câmeras instaladas em residências e estabelecimentos comerciais ao “Sistema Detecta”. Segundo informações da Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança, a cidade de São Paulo tem mais de 1 milhão de câmeras de segurança em domicílios, comércios e empresas.

O alto número equivale a uma câmera para cada 12 habitantes. A realidade mais parece um reality show onde a população está quase sempre sendo filmada e monitorada em todo lugar. Mas nem tem como se incomodar com a vigilância 24 horas por dia, já que é justamente essas câmeras que evitam novos crimes e garantem a segurança das pessoas e de seus patrimônios. A tendência é de que os aparelhos possam cada vez mais proporcionar mais segurança, uma vez que a tecnologia apresenta inovações e surpresas constantemente.

A polícia militar lembra que as pessoas também precisam adotar certos cuidados simples e atenções, seja na rua ou até mesmo dentro de casa, para evitar ações violentas. É possível citar, por exemplo, o modo seguro de segurar as bolsas na frente do corpo e também evitar andar com carteiras e celulares nos bolsos de trás das roupas. Em casa, é necessário dobrar a atenção ao chegar e ao sair. Aqui no blog é possível encontrar outras dicas e informações para a aumentar sua segurança.

 

A loja virtual da Net Alarmes disponibiliza câmera infravermelho e muitos outros itens de segurança, como cercas elétricas, alarmes residenciais, controles para portões automáticos e muito mais. Tudo para aumentar ou possibilitar a segurança patrimonial de seus clientes em quaisquer lugares.

 

Comments are closed.

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE