Como escolher o melhor alarme residencial?

by:

Alarmes

Qual é o melhor alarme para você?

Proteger a casa com um sistema de alarme residencial é uma decisão importante para manter o patrimônio seguro. Porém, quando esta decisão é tomada, muitas análises precisam ser feitas antes da compra ser efetivamente realizada.

E quem começa a pesquisar alarmes residenciais quer abreviar o caminho fazendo a pergunta: afinal qual é o melhor alarme residencial? E a resposta é um pouco ampla porque é preciso saber qual é a necessidade do comprador. E então ele se volta à sua própria casa para entender melhor o que precisa.

Dentre as muitas observações que o proprietário precisa fazer, todas elas podem ser resumidas em três grandes grupos: o produto em si, o alarme residencial, o tipo de proteção e vigilância que se busca e, por fim, a instalação. Com base nisso, aqui você confere tudo o que precisa saber para escolher o melhor alarme residencial para a sua propriedade.

 

Qual o seu objetivo para comprar um alarme residencial?

Antes de começar a compra, é preciso conhecer os tipos de alarmes. Basicamente, os alarmes residenciais disponíveis no mercado podem ser escolhidos de acordo com a sua função. Em uma exemplificação rápida. Há alarmes que protegem as entradas de uma casa, sendo acionados quando alguém perpassa tal vão.
Nesse formato, os mais conhecidos são os alarmes de janelas e os alarmes de portas. Ambos funcionam ligados a um sistema de controle alarme e são acionados quando essas entradas são abertas. Como padrão, eles disparam um aviso sonoro marcante e também já aciona a discagem para algum número de telefone específico, informando a possível invasão.

Outro tipo de alarme residencial comum é o de detecção de movimento. Mais meticuloso que o primeiro, a intenção é saber se há qualquer movimentação em um espaço físico independente se houve ou não uma entrada em algum local. Esses alarmes podem ser utilizados em áreas anteriores à entrada da casa e também funcionam como uma segunda barreira de segurança: caso os primeiros alarmes, por algum motivo, sejam superados, os detectores de movimento, instalados internamente, tratariam de sinalizar o problema.

 

Escolhendo o melhor alarme residencial de acordo com o modelo

Se você já sabe qual tipo de alarme residencial escolher, agora é uma questão de encontrar o modelo certo. O mercado está cheio de produtos para a segurança patrimonial. São muitas variações de preços e modelos em uma gama de produtos complementar. No caso dos alarmes residenciais, principalmente os kits, essa quantidade é notória e pode causar certa dificuldade aos navegantes de primeira viagem.
Antes de se ater a qualquer marca, é sempre importante voltar ao fator principal: a sua necessidade.
E para saber exatamente qual melhor alarme residencial escolher para você, repare em qual é o espaço físico que visa proteger. Se o espaço é amplo ou fechado, se é coberto ou céu aberto, se a possível entrada de quaisquer suspeitos pode ou não ser feitas por diferentes lugares.

Sabendo a área com mais precisão, passa-se a contabilizar quantos dispositivos serão instalados. E aqui, não importa se você vai usar um circuito fechado de TV, sensores de movimento ou alarmes de janelas ou portas. A contabilização deve levar em conta todas as possibilidades que se tem de alguém entrar na propriedade. Se faltar uma só, a segurança já está comprometida. Com as respostas certas para essas duas questões, já é possível se decidir quanto a qual alarme residencial comprar, mas outras questões ainda podem influenciar.

 

Não se esqueça do tipo de vigilância do alarme residencial

Esta é a última, porém uma questão muito importante para se atentar. A vigilância é mais precisamente quem será alertado caso os alarmes sejam acionados. Novamente, imagine uma propriedade interiorana com uma casa de campo completamente configurada com alarmes, detectores e câmeras diversas. Tudo minuciosamente instalado. Acontece uma invasão e o alarme é acionado, porém, ele é um alarme que tem como objetivo apenas informar os moradores a invasão. Quando isso ocorre, na verdade, não tem ninguém lá, pois se trata de uma casa de verão ou de fim de semana.

Em uma situação como essa, todo o investimento feito não serviu para proteger o patrimônio. Por isso é extremamente importante definir quem será avisado caso o alarme acione. Há alarmes destinados a avisar o proprietário dentro ou fora da casa. Outros alarmes se preocupam em avisar a vizinhança do imóvel e outros podem estar ligados diretamente a uma central que avisa a polícia local ou uma empresa privada de segurança. Seja qual for a sua escolha, ela deve ser feita, novamente, com base na sua real necessidade.

Agora você já sabe o que precisa levar em conta para comprar um alarme residencial.

Já navegou pelos nossos posts sobre Alarmes? Eles podem te ajudar ainda mais nessa escolha.

Até a próxima!

Comments are closed.

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE