Como funciona o motor elétrico para portão

by:

Motores de Portão

O portão eletrônico é uma medida de segurança básica nos dias de hoje. A solução é uma instalação considerada simples, que funciona através de um acionamento automático, fazendo com que as pessoas não precisem realizar qualquer esforço manual para abrir ou fechar esses portões.

O funcionamento desse mecanismo, no entanto, é um processo interessante para se conhecer. Seja para profissionais de segurança ou até mesmo proprietários,  é possível obter um melhor desempenho desses motores, prevenir danos comuns através de um melhor uso do motor elétrico para portão e, dependendo da experiência, até realizar pequenos reparos no dispositivo.

 

Tipos de motor elétrico para portão

Atualmente, o mercado de automação oferece basicamente três tipos de abertura e três tipos de motor elétrico para portão. Cada um dos modelos opera de modo único, sendo preciso realizar modos de instalação diferentes para cada funcionamento.

 

Motor elétrico para portão basculante

O portão basculante é aquele que possui uma abertura elevando uma folha único do portão. O movimento realizado neste formato é considerado o que mais economiza espaço em uma garagem. Isso acontece porque o portão sobe e ocupa um espaço em uma área que, na teoria, não possui qualquer objeto ou trajeto.

O motor elétrico para portão basculante funciona com um mecanismo que inclui contrapesos e cabos de aço. Quando ele é acionado, uma barra de torção, praticamente o elemento central do portão, começa a funcionar fazendo com que o portão se eleve ou abaixe gradativamente, mantendo o equilíbrio e o peso. O movimento é feito com os cabos de força que puxam o portão lentamente, sem causar vibrações ou solavancos.

O modo mais comum de instalação desses motores é feito nas laterais, um de cada lado, para que o portão não tenha qualquer tipo de desnível ou um esforço além do comum. Em casos de portões muito largos ou pesados, um rolamento adicional é posto na parte central do portão, para não sobrecarregar os motores, nem causar qualquer comprometimento do próprio portão.

 

Motor elétrico para portão deslizante

Considerada a segunda melhor escolha para quem vai automatizar a entrada, o motor elétrico para portão deslizante também é uma boa opção, ainda que criteriosa. Considerado fácil de instalar e geralmente utilizando apenas um único motor, o formato funciona de modo simples e objetivo, porém careca de uma precisão muito maior na questão de peso e alinhamento, para que a vida útil do motor seja longa – caso contrário, tanto o desempenho da abertura quanto a durabilidade do motor podem ser comprometidos.

Para funcionar, o portão deslizante precisa, obviamente, do motor, que aciona uma engrenagem conectada uma régua, chamada de cremalheira, que nada mais é do que um trilho dentado. Mediante o funcionamento, essa engrenagem faz com que a cremalheira realize seu movimento retilíneo, empurrando ou puxando o portão.

O revés deste formato é que a grande maioria dos portões deslizantes não foram desenvolvidos para serem movimentados por um motor elétrico para portão. Isso significa que o desafio dos instaladores está relacionado ao peso do portão e força necessária para o motor movimentá-lo. Se isso não for considerado, ambos podem ter uma vida útil menor, tanto o portão, quanto o motor elétrico.

 

Motor elétrico para portão pivotante

É a opção mais incomum para automatização, ainda que funcione sem problemas quando devidamente instalado. Segundo os instaladores, o formato geralmente é instalado apenas quando os proprietários fazem questão de manter o portão antigo.  A instalação e funcionamento do motor elétrico para portão pivolante é a mais complexa dos três por diferentes fatores.

O primeiro deles é o próprio peso. Quando é instalado um motor nesses portões, na verdade são postos um motor em cada uma das bandas. Esse motor aumenta significativamente o peso do portão, fazendo com que mais força seja necessária para fazer o fechamento/abertura.

Essa relação de força empregada comumente diminui o tempo de vida do portão, tornando-o cada vez mais fraco de acordo com o uso. Por isso, também é comum trocar o sistema comum de pivô por um que funcione girando sobre rolamentos.

Outra questão importante é o tamanho do portão, já que, quanto mais largas as bandas, mais forte deve ser o motor, sendo, consequentemente, mais pesado. Essas pequenas complicações fazem com que os proprietários que optam pela automatização deste portão contratem também um serviço de manutenção mais prolongado.

 

4 Replies to “Como funciona o motor elétrico para portão”

  1. Amanda disse:

    Preciso urgente de um portão basculante, muito obrigada!

  2. Manuela Silva disse:

    Gostei muito do seu post, vou acompanhar o seu blog/site.
    Este tipo de conteúdo tem me ajudado muito no desenvolvimento pessoal.
    Obrigado
    Manuela Silva

  3. Carlos Silva disse:

    É bom ressaltar que em algumas cidades o uso de portões automáticos está restrito à “abrir para dentro”.

  4. Very good information. Lucky me I discovered your blog by
    accident (stumbleupon). I have book marked it for later!

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE